28 abril 2008

O verdadeiro servo de um falso senhor

Bom, como vocês já estão acostumados, adiciono novidades ao blog a cada duas décadas...

Desta vez coloco aqui um "email de e-mail"... Há alguns dias enviei para a minha lista de contatos de e-mails uma troca de e-mails entre eu e um missionário hare-krishna russo... Segue abaixo o diálogo.

Oi, gente... Todos nós temos um chamado: pregar o Evangelho... Porém alguns têm chamados ESPECÍFICOS com relação a este. Este e-mail abaixo relaciona-se ao meu chamado quanto a tal (evangelismo de seguidores de outras religiões). Ígor é um missionário do Movimento Hare-Krishna a quem verdadeiramente aprendi a amar, ele é russo e escolheu abrir mão de seu futuro para dedicar-se à sua crença. Aprendi algumas coisas com Ígor: Ele serve ao seu falso Deus de maneira mais submissa do que eu ao meu Deus verdadeiro. Aprendi também que nem sempre o evangelismo nos traz o resultado esperado; e isso me deixou bastante triste, pois amo esse cara e sei que a sinceridade da sua fé é vã, conforme vemos nas Escrituras. A quem interessar, segue o meu e-mail para ele e sua resposta logo abaixo. Ainda não o respondi - pretendo fazê-lo esta semana. Que o Senhor se agrade das nossas vidas!
Saulinho
> Date: Sun, 18 Mar 2008 14:10:51 -0300>
From: *******_preacher@yahoo.com>
Subject: Re: Notícias!
>To: saulojua@hotmail.com>
>Olá, Igor!>
> Não sei se ainda lembra de mim... Lhe entrevistei na
> Nova Consciencia 2006 em Campina Grande, mantivemos muito contato por e-mail (falamos muito sobre Jesus) e fui no posto 'Gauchinha' em João Pessoa com uma amiga para conversarmos e lhe entreguei uma Biblia, lembra? Esperei lhe encontrar na Nova Consciencia em 2007, mas você não estava...
>
> Como estão as coisas?
>
> Viajando muito?
>
> Têm vindo à Paraíba?
>
> Notícias!
>
> Abraço!
>
> Saulo Ribeiro
> RESPOSTA!!!
>
> Bom dia, Saulo!
> Sim, eu lembro você. Mas em caos desta vida
> esquecei mandar resposta. Assim, noticias aumentaram
> cada vez mais. E gora resposta é enorme!!! :)))
> Como você já sabe, dia 7 de agosto eu saiu de São
> Paulo. Dois dias eu viajei para Goiânia. Para maioria
> caminhões é proibido dá carona, por isso eu entrei
> através de porta motorista. Uma vez viajei dentro de
> Ambulância.
> Em Goiânia eu não achei devotos de Krishna para
> comemoração de aparecimento do Senhor Balarama e, em
> futuro, dia de aparecimento do Senhor Krishna. Por
> isso, eu lutei sozinho para fazer este comemoração.
> Isso foi uma semana muito difícil. Durante essa
> semana eu dormi das 3-4 horas as 7-8 horas de manha.
> Comei só três vezes, porque fisicamente não tinha
> tempo disponível. Andanças constantes, bate-papo com
> várias pessoas: na Assembléia Legislativa, chefes
> vários instituições, pessoas interessadas escutar
> sobre Krishna, etc. Eu planejei fazer dia Aparecimento
> do Senhor Krishna para público em geral, mas não achei
> nenhum local para isso. De novo e de novo eu escutei
> mesmas palavras: “Nosso auditório ocupado até fim de
> eleições” ou “Você não faz parte de universidade e nós
> não podemos dá pra você espaço” ou “Em nossa
> universidade (faculdade ou academia) proibido pregar
> qualquer tipo de religião”.
> Eu fiz um cartaz, que explica natureza divina do
> Senhor Krishna e visitei para Assembléia Legislativa,
> fez xérox 50 copias deste cartaz. Depois passei
> gabinete por gabinete dos todos os deputados federais
> e distribui estes cartazes, que foi colocada em local
> mais importante de cada gabinete, onde podemos
> observar e ler todas as pessoas.
> Dia 17 de agosto, no tempo de almoço secretaria de
> Pró-Reitoria de Administração e Finanças, Centro de
> Gestão do Espaço Físico, Universidade Federal do
> Goiás, - afirmou mi, que Diretoria liberou pra mi
> espaço no Centro de Convivência. Maior dificuldade
> (burro-criacia brasileira) foi vencida. Eles liberaram
> tempo dia 18 de agosto das 13 às 18 horas. Mas luta
> ainda não acabou. E até meia-noite eu imprimi e
> distribui 465 convites, colei 27 cartazes e mandei 278
> e-mails. Depois até 4 horas de manha eu cozinhei
> halava e conteúdo para pasteis.
> Dia seguinte, dia de comemoração, eu passei para
> vários amigos (que não tem contato comigo) e convidei
> deles pessoalmente. A partir de 10 horas até 12-30 eu
> fez 65 pasteis. No local de comemoração eu fiquei
> tempo tudo. Em 14 horas comecei cantar Hare Krishna.
> Em 15 horas eu comecei ler em voz alta capitulo 21 de
> “Néctar de devoção” sobre qualidades de Krishna. E
> chamou atenção das pessoas, com quem nós discutimos
> sobre Krishna e importância vida espiritual.
> Até 19-40 eu distribui todas as pasteis e mais de
> 50 porções de halava. Alguns lamentavam: “Cadê em
> Goiânia devotos de Krishna? Eu muito gostaria
> encontrar eles, mas não vejo ninguém.” Alguns
> abraçaram mi: “Deus abençoe você para isso trabalho
> muito bom.” Quando movimento acabou eu cheguei para
> Diretoria para agradecer sobre permissão. Mas diretor
> já foi fora. E secretaria dele, conversou comigo até
> 21-20 sobre planetas celestiais e infernais, sobre lei
> de karma (lei causa e efeito) e atividades auspiciosas
> e pecaminosas, sobre vida mais simples e
> espiritualmente progressiva. Ela colaborou minha
> revista e gostaria conversar horas e horas mais. Mas
> eu fui muitíssimo cansado e feliz. Noites sem sono,
> falta de comida, sempre andar baixo de sol quente,
> discussões durante 20-21 horas por dia – diminuíram
> minhas forças. Eu desejei só toma banho e dormi. Mas
> achei um pouco forças para cantar japa durante uma e
> meia hora fora de Casa de Estudante, porque, quando eu
> voltei para Casa, estudantes de novo começaram
> perguntar sobre Krishna. Cheguei para dormi em
> 01h40min de manha com tranqüilidade, meu dever foi
> cumprido.
> Eu fiquei na Casa de Estudante e na casa dos
> amigos. Fez novas amizades e visitei para amigos
> antigos.
> Durante minha presença em Goiânia, eu distribui 149
> minhas revistas e tentei ajudar para pessoas, que
> pediram esta ajuda. Retirei edição anterior de minha
> revista, que foi guardada na casas dos amigos. Cortei
> todos os apegos de Goiânia e de novo em viagem. Dia 30
> de agosto eu saiu para estrada.
> Dilmar dei pra mi carona até posto gasolina na
> saída de Goiânia, mas eu não consegui carona (porque
> posto já não funciona) e depois fiquei três dias na
> CEASA-GO. Come bastante bananas, laranjas, mamão e
> melancia. Na sábado, dois de setembro, eu achei carona
> só para Anápolis. E até Segunda-feira fiquei em
> Anápolis.> Maioria motoristas, que esperaram carga, foram
> muito curiosos, por isso eu muito preguei e distribui
> minhas revistas. Na Segunda-feira eu saiu com Wagner,
> que dou pra mi carona até Brasília-DF. Wagner dá mi
> mais entusiasmo para servir a Krishna. Ele contou
> história de sua vida incrível, onde ele sempre pediu
> Deus, para servir ao Ele sem nenhuma reserva com todas
> as palavras e ações.
> Em Brasília fiquei muitíssimo molhado baixo de
> chuva. Mas isso não acabou com minha felicidade.
> Capital de pais eu abandonei sem grandes dificuldades,
> só fiquei um dia, antes de consegui carona para
> Formosa-GO.
> No grande postão (em oito quilômetros perto de
> Formosa) eu achei carona até Luis Eduardo
> Magalhães-BA. Carona em Bahia mais fácil, por isso dia
> seguinte (sete de setembro) eu cheguei até
> Barreiras-BA. Perto este cidade tem fabrica dos
> produtos de soja. Lá eu achei carona até Umbaúba-SE.
> Esta carona mais longa, que eu achei durante quatro
> anos de minha vida brasileira. Rosano dá pra mi carona
> para 990 quilômetros! Em Umbaúba ele virou em interior
> de Sergipe e eu fiquei de novo na estrada. Chuva foi
> muito tempo, até eu cheguei em Caruaru-PE.
> Mas antes eu forçado busquei carona em Sergipe. No
> posto gasolina perto de cidade é proibido pedir
> carona, e caminhões por sua vontade param um pouco.
> Graças a Krishna, eu achei carona até Caruaru-PE, isso
> é mais de 500 quilômetros para frente. Infelizmente,
> nosso caminhão quebrou quando faltavam 70 quilômetros
> até meta, perto de cidadezinha Jupi. Eu usei momento e
> distribui mais de 40 minhas revistas. Quando motorista
> compreendeu, que recuperação de caminhão pode acabar
> mais tarde, ele paguei meu passagem em lotação.
> De Caruaru para Campina Grande-PB eu viajei mais ou
> menos um dia. Lotações não gostam dá carona. Este
> jeito eu cheguei em Campina Grande dia 12 de setembro.
> Fiquei com minha mais querida amiga, Andréia, até
> dezembro. Durante este tempo nós fazem pratica
> espiritual e estudam, como podemos amar a Krishna,
> Suprema Personalidade de Deus. Na casa dela eu
> escrevei um livro “A busca de alma-gêmea” sobre como
> achar companheiro adequado para casamento. Base deste
> livro é palestras de Audarya-dhama prabhu (um devoto
> russo) e citações de “Shrimad-Bhagavatam” (“Histórias
> lindas sobre Senhor Supremo”).
> Depois Andréia viajou para Osasco, e eu fiquei
> algum tempo em Campina Grande. Na casa de Yolanda e
> mãe dela Maria, que mi receberam como irmã e mãe, eu
> comemorou Natal. Ano Novo, 2007, eu encontrei com
> devotos de Krishna em Recife-PE. Em meio-noite,
> devotos cantaram os santos nomes do Senhor Krishna e
> distribuíram um gigantesco “Bolo da paz”. Todas as
> pessoas, que cantaram e escutaram, ficaram muito
> felizes e satisfeitos.
> Até dia 17 de janeiro de 2007 eu fiquei na Casa de
> Estudante do Nordeste em Recife. Durante este tempo eu
> distribui algumas revistas “Renascença” e criou site
> para Sua Santidade Dhanvantari Svami em língua russa.
> [Em janeiro de 2008 eu mudei design esta página e
> aumento texto. Olha só!]
> Dia 19 de janeiro eu cheguei para Natal-RN. Lá,
> pelo convide de mãe Avatara, fiquei na casa dela.
> Durante dia eu escrevei os livros e de noite andei
> pela Praia dos Artistas e Praia do Meio para
> distribuição das minhas revistas e pregação para
> pessoas em geral. No tempo de Carnaval sobraram muito
> pouco minhas revistas por isso eu não viajei para
> encontro de “Nova Consciência”. Até minha partida (eu
> saiu de Natal dia 19 de abril) eu escrevei dois
> livros: “O tesouro da sabedoria antiga” e “Sem
> titulo”.
> Primeiro livro baseado nos textos de
> “Bhagavad-gita” (“Canção de Deus”),
> “Shrimad-Bhagavatam” e pouco de “Shri Ishopanishad”
> (“Linda Upanishad”). Textos selecionados pelos temas
> principais de literatura védica: mundo material e
> misérias, diferença entre alma e corpo, conhecimento
> espiritual e serviço devocional a Deus, qualidades de
> pessoa santa e Suprema Personalidade de Deus, etc. Em
> cada dia do ano (até em fevereiro têm 29 dias) tem um
> trecho para refletir sobre estes assuntos. Segundo
> livro é compilado das citações de “Bhagavad-gita” e
> “Shrimad-Bhagavatam”. Ele só responde para três
> perguntas: quem sou eu? da onde vim? pra onde vou? em
> forma mais ampla e muito profunda.
> Depois alguns dias de carona, dia 24 de abril eu
> cheguei para Fortaleza-CE. Pelo convite de Dhavali
> prabhu eu comecei atendimento odontológico na
> faculdade de estomatologia em UniFor. Fiquei em
> diferentes lugares: na Casa de Estudante do Ceara,
> lanchonete de Martin e Helena, depois foi convidado e
> passou muito tempo na sala comercial, que foi alugada
> pelo Gilberto.
> Nove de junho eu revelou meu desejo de ser
> discípulo de SS Dhanvantari Svami, e ele aceitou mi
> como candidato para discípulo. Com isso começou nova
> etapa de minha vida. Agora eu peguei responsabilidade
> de cumprir as ordens dele e ele responsável para dar
> instruções que ajudam a mim progredir espiritualmente
> e avançar em amor a Deus.
> Quando eu compreendi, que tratamento dentário não
> acaba tal rápido como isso eu desejei, eu comecei
> buscar jeito para editar algum dos meus livros.
> Escolha caiu para “O tesouro da sabedoria antiga”,
> porque ele é menor e mais fácil revisar dele. Eu
> gastei mais de três meses nas conversas com um dono de
> gráfica, mas em final tudo isso não deu certo.
> Apareceu muito enrolação e em fim ele deu custo não
> aceitável. Pagar a vista toda soma, mas de seis mil
> reais, isso é fora de minha capacidade.
> Assim, eu tirei de lista telefônica lista com
> endereços das diferentes editoras e comecei andar uma
> por uma. Encontrar com pessoas responsáveis, perguntar
> sobre valor e outras coisas. Nessas minhas andanças eu
> visitei para Editora “Premius” e fiquei bem-recebido
> pelo Ana (gerente comercial). Por isso, esperei
> possibilidade para conversar com Assis Almeida, dono
> Editora. Com esta conversa pela misericórdia do senhor
> Assis Almeida eu consegui receber desconto para
> serviço de editora e meu pagamento foi parcelado. Isso
> muito ajudou pra mi, porque eu não tinha dinheiro
> suficiente para pagar valor total. E eu deixei minha
> obra nesta Editora.
> Dia 6 de outubro de 2007 saiu meu primeiro livro em
> língua portuguesa com tiragem de 2000 cópias. Este
> livro tem tudo o que é necessário: código de barra,
> ficha catalografica, registro em Biblioteca Nacional
> dos livros em Rio de Janeiro, vendas através do
> Internet na site de Editora. E eu comecei distribuir
> ele.
> No mesmo tempo, quando eu lutei para imprimir
> livro, eu criei página em Internet para Gilberto. Seu
> serviço para sociedade (ele oferece diferentes das
> massagens pelo nome de “Pleno Astral”) muito ajuda
> para pessoas recuperar sua saúde e seu bem-estar.
> Também eu digitalizei alguns livros, que facilita
> minha vida porque mais tempo que eu gasto perto de
> computador é destinado para digitação dos textos.
> Em outubro eu participei alguns encontros (“II
> fórum espiritual mundial”, “I feira dos livros de
> Estado Ceará” e outros) para distribuir meus livros.
> Como disse senhor Assis Almeida: “Diga para tudo mundo
> que você recebeu nacionalidade cearense com Editora
> ‘Premius’!”.
> Dia 24 de novembro eu cheguei para Campina Grande e
> participei o enceramento de Seminário Hare Krishna.
> Depois parou nesta cidade para distribuir meus livros
> e em espera de cirurgia. Natal eu encontrei na casa de
> irmã de Yolanda. Ano Novo eu encontrei solitário em
> leitura de meu livro favorito “Shrimad-Bhagavatam”.
> Das 12 a 22 de janeiro de 2008 eu viajei para
> Caruaru-PE. Descansei um pouco de cidades maiores,
> esforço meu amizade com Rozano, quem pode vender pra
> mi seu terreno. Durante minha presença em Campina
> Grande e Caruaru distribui meus livros.
> Dia primeiro a quinto de fevereiro participei XVII
> encontro “Nova consciência”. Lá conhecei algumas
> pessoas importantes, que tomam decisão em sociedade,
> pessoas sinceras, que mi inspiram seguir mais em
> progresso espiritual, encontrei amigos antigos e fiz
> novas amizades.
> Este ano de 2008 eu dediquei em trabalho com seu
> caráter mais profundo. Eu reviso meus valores de vida,
> cria missão, faço planos, arrumo minha vida com
> padrões de vida espiritual e ensinamentos de SS
> Dhanvantari Svami. Eu não busco sucessos externos, mas
> trabalho comigo mesmo.
>
> Igor.
Que Ele, que nos chamou para serví-lO, abrindo mão das nossas prioridades para fazer a prioridade dEle, tenha misericórdia de nós!
Saulo

4 comentários:

André Bronzeado disse...

Realmente. Quando vemos o comportamento de algumas pessoas em relação aos seus "deuses", nos sentimos constrangidos com o que vemos ao nosso redor através das pessoas e até mesmo em relação a nós mesmos como servos de Deus. Que o Senhor tenha misericórdia de nós e nos transforme em servos bons e fiéis. Saulo, parabéns pelo Blog.

Thiago Rodrigo disse...

Caramba... que verdadeiro tapa na cara.

Vejo que a gente é melhor pra apontar o que os outros estão fazendo de certo ou errado do que pra cumprir a nossa missão aqui na Terra.

=/

Anônimo disse...

Como podemos compreender, quem é Krishna? Somente escutando a opinião d'Ele sobre si mesmo. Então, o que falou Krishna: "Àqueles que estão constantemente devotados a Me servir com amor, Eu dou a compreensão pela qual eles podem vir a Mim." (Bhagavad-gita, 10.8) Dá para compreender? Krishna é criador de Terra e Céu, sobre qual fala Bíblia: "No princípio criou Deus os céus e a terra." (Gênesis, 1:1) e Quem foi indicado pelo de Jesus como o único objeto de amor: "Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento." (Mateus, 22:35)

Anônimo disse...

Antes de criticar um devoto do Senhor Supremo, seria melhor conheço-lo. Se comparar as histórias do Sr Krsna e do Sr Jesus, ficará surpreendido. Todas as reverências a esse devoto que trabalha avidamente por amor.