15 julho 2009

O Reino e a Galinha

Honório foi um imperador romano que reinou de 395 a 423 d.C. Ele era apaixonado por galinhas. Sua favorita se chamava Roma.

No ano 410, Honório estava em sua casa de campo escondendo-se dos exércitos de Alarico, o invasor godo.
Quando, finalmente, a capital do Império caiu, um mensageiro disse ao imperador: “Perdemos Roma!” Honório ficou arrasado e só se sentiu melhor depois que lhe explicaram que o mensageiro estava falando da capital do Império e não da galinha.
Todos os crentes são descritos na Bíblia como príncipes de um Reino glorioso (1Pe 2.9). Nem todos, porém, parecem colocar os interesses desse Reino acima de suas paixões e interesses pessoais. No coração deles os assuntos do Reino não ocupam o primeiro lugar e, por isso, eles se deprimem quando seus negócios e planos vão mal, enquanto mantêm-se indiferentes diante das necessidades, lutas e prejuízos que advém à Causa do Mestre.
A história de Honório nos faz rir, mas há um sentido em que somos semelhantes a ele. Sempre que cuidamos do descanso, do lazer, do trabalho, do estudo, do dinheiro e dos bens e, para isso, deixamos de lado o culto público, a comunhão dos santos, a visita aos irmãos doentes, a contribuição e os trabalhos da igreja que precisam de nosso apoio, demonstramos com isso que amamos mais nossas galinhas que o nosso Reino.
Como resultado disso tudo, muitas vezes a Causa declina, enfraquece seu impacto e as fronteiras do Reino se expandem devagar. É triste, mas, geralmente, mesmo com as perdas do Reino, temos um consolo semelhante ao de Honório: a galinha vai bem!
Pr. Marcos Granconato
Soli Deo gloria

Nenhum comentário: